• Grupo Ferrante

Internet para zona rural: TIM Agro tem projeto para melhorar conexão no campo

70% das propriedades rurais não têm internet no Brasil. É o que revelou o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A falta de conectividade no campo afeta diretamente o agronegócio, setor essencial e responsável por 20% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.


Sem internet, torna-se mais difícil a adoção de tecnologias para agricultura de precisão e outras soluções que tornam fazendas e quaisquer empresas localizadas em zonas rurais mais competitivas.


“A tecnologia da informação se torna imprescindível para trazer transparência para a cadeia produtiva, o que inclui a agricultura de precisão e a conectividade de máquinas”, diz Silvia Massruhá, chefe-geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Informática.


Mas um grupo de empresas fundou uma associação para mudar esse cenário. GCO, Climate FieldView, CNH Industrial, Jacto, Nokia, Solinftec, TIM e Trimble estão à frente da ConectarAgro. A meta é levar internet para 13 milhões de hectares ainda em 2021.


“Continuamos apoiando uma tecnologia aberta, acessível e simples, que conecta pessoas e máquinas, e que atenda às aplicações no campo da melhor maneira possível. E, a partir de agora, com o lançamento da Associação, poderemos chegar ainda mais longe com o apoio de novas empresas, de variadas áreas e diversos tamanhos, sejam elas multinacionais ou startups”, afirma Gregory Riordan, da CNH, escolhido para ser o primeiro presidente da Associação ConectarAGRO.

Grupo Ferrante é aliado para levar internet para o campo


As empresas da ConectarAgro formularam soluções para atingir a meta de levar internet para a zona rural brasileira. O TIM Agro foi uma dessas alternativas e o Grupo Ferrante atua como parceiro da operadora para viabilizar o 4G nessas regiões.


São necessárias torres como parte da infraestrutura para ampliar a cobertura nas empresas de agronegócios. É aí que o Grupo Ferrante atua, na montagem de torres.

“Toda internet para celular precisa de uma torre para a infraestrutura. Há ondas de rádio nessa tecnologia, elas fazem conexão com os celulares e outros aparelhos. Cada local vai demandar um tamanho de torre baseado na topografia do lugar e no alcance que se espera ter. Ao estudar onde e qual a altura ideal da torre, garante-se uma cobertura melhor”, explica Lucas Ferrante, diretor-geral do Grupo Ferrante.


Aluguel de torres


As torres oferecem excelente custo-benefício. Ocupam pouco espaço, têm ótima durabilidade e baixo custo para conservação. O Grupo Ferrante faz todos os serviços relacionados às torres, autoportantes e estaiadas, desde o projeto até a manutenção preventiva e corretiva.


Além da venda, trabalha com o aluguel compartilhado dessas estruturas. Uma mesma torre pode servir a diversas pessoas, empresas e finalidades. O valor do investimento também é interessante.


No entanto, é preciso ver onde há uma torre do Grupo Ferrante disponível para essa modalidade de aluguel.


O GF ainda loca essa estrutura para um único cliente. Nesse caso, funciona da seguinte forma: monta-se a torre e desmonta-se de acordo com a necessidade do cliente acordada em contrato.


Tecnologia no campo: maior produtividade, lucros e sustentabilidade


Nos últimos anos, surgiram tecnologias que melhoram a qualidade da produção, agilizam os processos, reduzem os impactos no meio ambiente e muito mais. A Solinftec, membro da ConectarAgro e parceira do Grupo Ferrante, tem um sistema em que monitora todo trabalho. Dessa forma, o empresário do agronegócio consegue entender como está a produção com poucos cliques.


Além do monitoramento, é possível uma comunicação mais eficaz, importante no dia a dia para as tarefas serem executadas de forma mais alinhada e nas emergências, para rápida ação.


É por isso que o ConectarAgro tem como objetivos:


  • Aumento do índice de produtividade

  • Redução de custos operacionais

  • Redução de impacto ambiental

  • Aumento da eficiência do uso de insumos


Devido a todas essas vantagens, são realizadas 500 solicitações de implantação de internet por ano, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).


De acordo com os especialistas, o 4G já é suficiente para que trabalhadores e empreendedores do agronegócio aproveitem as vantagens da internet nas propriedades rurais.


Para levar mais conexão para o campo com o Tim Agro, você deve procurar pela empresa de telefonia, neste link. O Grupo Ferrante também indica o programa para os clientes quando identifica a necessidade de melhorar a cobertura de internet no local.


Qualquer dúvida, estamos à disposição!


2 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-1.png