• Grupo Ferrante

Higienização de radiocomunicadores: importância e dicas de como fazer

Você sabia que o seu radiocomunicador pode ser mais sujo do que a sola de sapato de alguém que caminha pelas ruas da cidade o dia todo? E que ele pode conter 30 vezes mais micro-organismos do que um vaso sanitário limpo? É o que apontam os estudos com relação às sujidades dos aparelhos eletrônicos.


Celulares, tablets, teclados de computador e radiocomunicadores são os dispositivos que mais acumulam bactérias, fungos e vírus. Uma informação como essa por si só já causa preocupação, mas, em tempos de pandemia o assunto se torna ainda mais sério.


A orientação que temos é de lavar frequentemente as mãos com sabão e usar álcool em gel. Porém, alguns itens do dia a dia também exigem atenção para garantir uma proteção ainda maior à saúde.


Se você utiliza o aparelho diariamente, sabe que é inevitável evitar o surgimento de micro-organismos, uma vez que além de segurá-lo e deixá-lo em superfícies não muito limpas, ele está sempre em contato com os nossos lábios e rosto. Por isso a importância de higienizar o equipamento.


Neste artigo, mostraremos como fazer a limpeza e desinfecção de um radiocomunicador de acordo com as diretrizes de uma empresa especialista na área de telecomunicações. Confira!


Por que fazer a higienização dos radiocomunicadores?


Como dissemos anteriormente, os rádios estão entre os aparelhos eletrônicos que mais acumulam bactérias, vírus e fungos. Isso porque quem usa o equipamento diariamente leva-o para todos os lugares, deixa em superfícies compartilhadas, como mesas e balcões, e o mantêm em contato com o rosto quase o tempo todo.


Esses já são motivos suficientes para higienizar o aparelho. Mas, em período de pandemia, a necessidade de limpá-lo só aumenta. Segundo as autoridades mundiais de saúde, a remoção de micro-organismos e impurezas de qualquer superfície ou objeto, reduz o risco de infecção pelo novo coronavírus. Para trabalhadores dos serviços essenciais - como da área de saúde - que usam o rádio, essa prática se torna ainda mais essencial.


Dessa forma, a desinfecção diária dos radiocomunicadores (3 vezes ao dia, pelo menos) garante a segurança do usuário ao evitar a contaminação pelo vírus e outras doenças.


Recomendações para higienização de

radiocomunicadores


Negligenciar a higienização do aparelho pode resultar em sérias consequências para o usuário. No entanto, a limpeza incorreta também é capaz de causar outro tipo de efeito, só que no rádio.


O uso do produto inadequado e a aplicação incorreta pode danificar o equipamento e comprometer o seu funcionamento. Por isso, existem algumas orientações para a higienização segura e eficaz do radiocomunicador.


Não use produtos abrasivos


A primeira delas é não utilizar produtos abrasivos, alvejantes e solventes para limpar o aparelho. Soluções que tenham água em sua composição também não são recomendadas, pois, assim como outros aparelhos eletrônicos, os rádios possuem peças que oxidam se tiverem contato com água.


Por isso, o ideal é higienizá-lo com álcool isopropílico 70%, que evapora rapidamente, desinfeta e não deixa resíduos. No início da pandemia, era comum desinfetar os eletrônicos com álcool líquido, mas ele causa oxidação nesses aparelhos. Já o álcool em gel é composto por glicerina, que também pode danificá-los.


Além disso, é importante que o radiocomunicador esteja desligado para realizar a limpeza. Lembre-se de retirar todos os acessórios, como a capa e o fone de ouvido se estiver conectado.


Não aplique o produto direto no aparelho


Aplicar o produto diretamente no radiocomunicador também é uma prática que deve ser evitada. As chances de entrarem gotas do álcool no aparelho são grandes, assim como o risco de causar danos.


Dessa forma, opte sempre por aplicar o álcool isopropílico 70% primeiro no pano (que precisa estar seco). Depois, passe-o delicadamente em todo o equipamento, concentrando nas teclas, saídas, entradas de áudio e no display.


Utilize um pano seco macio para a limpeza


Outra recomendação é usar um pano seco e macio na higienização. As flanelas de microfibras são as mais indicadas, pois têm função absorvente e um toque leve que não arranhará o aparelho.

Mas, lembre-se, ela precisa estar apenas umedecida para evitar qualquer dano ao rádio. A flanela muito encharcada pode causar estragos em questão de segundos.


Diretrizes de limpeza e desinfecção de radiocomunicadores de acordo com a Motorola Solutions


A Motorola Solutions - multinacional de radiocomunicação - estabeleceu em 2020, algumas diretrizes para limpeza e desinfecção de rádios e acessórios para enfrentamento da covid-19. As dicas - que reforçam o que dissemos anteriormente - objetivam garantir a segurança dos trabalhadores que usam o equipamento diariamente. Confira o passo a passo.


  • Limpeza geral:

  1. Aplique uma solução de detergente 0,5% com um pano. Em seguida, use uma escova de cerdas curtas, rígidas e não metálicas para limpar a poeira solta do dispositivo. Use um pano ou tecido macio, absorvente e sem fiapos para remover a solução e seque o dispositivo.

  2. Certifique-se de que não haja solução perto dos conectores, rachaduras e fissuras.

  • Desinfecção:

  1. Os dispositivos podem ser desinfetados limpando-os com álcool isopropílico com uma concentração de álcool de pelo menos 70%.

  2. Ao limpá-lo, não aplique o álcool diretamente no rádio;

  3. Os efeitos de certos produtos químicos e seus vapores podem ser prejudiciais para as placas do equipamento.

Atenção para a capinha e entradas de áudio do seu radiocomunicador


Outro detalhe muito importante: não se esqueça de higienizar a capinha protetora do seu radiocomunicador. Ela também acumula germes, fungos e vírus, por isso, precisa de uma atenção especial.


Se a capinha for de silicone, uma dica é limpá-la com água morna e sabão. Para isso, coloque detergente em uma vasilha com água morna, mexa bem até que espume e deixe de molho por pelo menos 30 minutos.


Se for de couro, um pano limpo com água morna e sabão neutro pode ser útil. Mas, é preferível seguir as recomendações do fabricante antes de começar a limpeza.


Quanto às entradas de áudio do aparelho, você pode usar uma haste flexível para tirar a sujeira das partes que a flanela não alcança.


Espere o aparelho secar para ligá-lo


Quando o aparelho for higienizado, espere um tempo até que ele esteja totalmente seco para ligá-lo.


Para ajudar nesse processo, use uma flanela seca e passe por todo o radiocomunicador sem esquecer nenhuma parte. Nas laterais, teclas, antena e parte central do aparelho. Certifique-se de que ele esteja 100% seco.


Depois disso, é só colocar a capinha novamente. Pronto! Seu rádio já está pronto para uso.


Conte com o Grupo Ferrante para te ajudar na higienização correta do seu radiocomunicador


Se ainda restam dúvidas, o Grupo Ferrante se coloca à disposição para orientá-lo sobre a limpeza e desinfecção correta do seu equipamento de comunicação. Além disso, os aparelhos usados pela nossa equipe em campo também são higienizados frequentemente, conforme as diretrizes da Motorola Solutions.


Entre em contato conosco ou acesse o nosso site para conhecer nossas soluções em radiocomunicação.


0 visualização0 comentário
whatsapp-logo-1.png