• marketing7752

Cuidados necessários com a bateria do seu radiocomunicador

Uma das principais dúvidas de quem utiliza um sistema de comunicação via rádio é com relação à bateria do aparelho. Geralmente, a fonte de energia dos radiocomunicadores tende a durar mais do que a de outros equipamentos eletrônicos, como os celulares. Inclusive, esse é um dos motivos pelos quais eles são mais recomendados para ambientes corporativos do que os smartphones.


Ao mesmo tempo, é muito comum vermos operadores de rádio se queixando da durabilidade da bateria ou do seu mau funcionamento. Mas o que poucos sabem é que a maneira como você armazena e manuseia a peça influencia diretamente no tempo em que ela permanecerá carregada e na sua vida útil.


De acordo com a Motorola, o tempo máximo de uma boa bateria é de dois anos. Porém, esse período pode ser reduzido se alguns cuidados não forem tomados. Neste artigo, mostramos quais ações devem ser evitadas para garantir um aproveitamento maior da bateria do seu radiocomunicador.


Fique com a gente até o final e saiba quais ações precisam ser colocadas em prática se você quiser dispor do máximo desempenho dessa peça tão importante para o funcionamento do rádio.


Durabilidade de uma bateria de radiocomunicador


Como sabemos, os rádios foram desenvolvidos para melhorar a comunicação entre pessoas, seja em ambiente corporativo, lugares de alto risco, eventos ou outros locais onde a troca de informação rápida é importante. Por isso, eles são mais robustos que outros equipamentos eletrônicos dos quais estamos acostumados.


Além da eficiência do sistema que permite uma estabilidade de sinal, um alcance maior e clareza nos diálogos, eles possuem uma durabilidade de bateria excepcional, que pode chegar a durar um turno de trabalho inteiro de oito horas. Em alguns modelos, essa fonte de energia pode manter-se por um tempo ainda maior, entre 14 e 16 horas. Ou seja, superior a aparelhos celulares e demais equipamentos usados com essa mesma finalidade.


Vida útil de uma bateria de radiocomunicador


Assim como a sua durabilidade para uso diário, a bateria de um rádio não deixa a desejar quando o assunto é vida útil.


Quando boas práticas são adotadas pelo operador, uma peça de boa procedência pode durar até dois anos. Ao fim desse período, é necessário trocá-la para que o aparelho continue funcionando de forma plena.


Principais cuidados com a bateria do seu rádio


Manter a durabilidade e a vida útil da bateria de um radiocomunicador não é tarefa difícil. Só é necessário se atentar a alguns cuidados durante a manipulação e armazenamento da peça, como mostraremos a seguir.

  • Não armazene a bateria com materiais infláveis.

  • Guarde-a em um ambiente ventilado com temperatura (68°F/20°C a 86°F/30°C) e umidade (30% a 60%) controladas.

  • A condição ideal para o armazenamento da peça é com um nível de carga de 30% a 50%. As baterias utilizadas devem ser carregadas ou descarregadas até atingir, aproximadamente, 50%.

  • Evite que líquidos caiam sobre o acessório.

  • Nos casos em que ele molhar, não seque-o com um eletrodoméstico ou fonte de calor, como secador de cabelo ou forno micro-ondas. Se os contatos da bateria estiverem molhados, deixe-os secar naturalmente ou com a ajuda de um pano seco antes de colocá-la no rádio.


Como carregar as baterias do seu rádio corretamente


O processo de carregamento de um radiocomunicador também merece atenção. Afinal, qualquer descuido pode comprometer o seu funcionamento e, em alguns casos, provocar incidentes mais graves, como incêndios. Para evitar problemas como esses, sempre quando for carregar o seu aparelho siga essas dicas.

  • Antes de colocar a bateria para carregar, certifique-se de que ela realmente está sem carga.

  • Verifique a tensão do carregador e da tomada (110 ou 220 volts) em que ele será ligado.

  • Ligue o carregador apenas a uma fonte de abastecimento adequada, protegida por fusíveis e presas.

  • Observe os contatos da bateria e do carregador, se não estão oxidados ou danificados.

  • Prefira sempre carregar o rádio desligado. O contrário pode causar danos à bateria e ao próprio equipamento.

  • Retire a bateria do carregador apenas quando ela estiver 100% carregada.

  • Evite deixar a peça no carregador depois de estar com a carga completa.

  • Para reduzir o risco de incêndio, choque elétrico ou acidentes, não ligue o carregador se este estiver partido ou danificado de qualquer forma.

Dica extra: compre somente baterias originais


Tão importante quanto pôr em prática todas essas orientações para manter o bom funcionamento do rádio e da bateria é garantir que ela é de boa procedência.


Apesar de terem um valor inferior no mercado, peças paralelas podem causar incidentes que vão além do dano material, já que não passaram por importantes testes de segurança dos órgãos reguladores. Vidas podem ser colocadas em risco se atitudes como essas forem tomadas.


O ideal, então, é optar sempre por comprar baterias e outros acessórios originais. Assim, você cuida da saúde dos seus colaboradores e ainda garante o desempenho máximo do seu radiocomunicador.


Conte com o Grupo Ferrante para ter o aproveitamento máximo do seu radiocomunicador


Além de seguir todas essas dicas, é importante contar com uma empresa especializada que se dispõe a ajudar sempre que o seu rádio apresenta algum problema técnico.


No Grupo Ferrante, temos um laboratório com profissionais capacitados para realizar os serviços de manutenção e outros reparos técnicos nos radiocomunicadores da sua empresa. Também temos um grande estoque de peças e acessórios originais Motorola, inclusive, baterias, para garantir o aproveitamento máximo do aparelho.


Entre em contato conosco e conheça nossas soluções em radiocomunicação.


6 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-1.png